“Parte do nosso trabalho deve ser tornar o futebol acessível a todos. Desde o preço dos bilhetes até à sua transmissão televisiva. Por isso, defendo que pelo menos um jogo da I Liga devia ser transmitido em canal aberto. Fechar tudo em conteúdos pagos é um erro”, defendeu o dirigente da FPF.

Tiago Craveiro abordou ainda as constantes mudanças no negócio do futebol e antecipou que dentro de pouco tempo “as televisões vão deixar de comprar jogos de futebol e poderão ser as grandes empresas a assumir esse papel”, para depois os disponibilizarem aos clientes, à semelhança do que já acontece com o mercado da ficção.

A Soccerex, evento que junta ex-jogadores, dirigentes e outros agentes para debater a indústria do futebol, estreia-se em Portugal e, entre quinta e sexta-feira, vão passar por Oeiras nomes conhecidos da modalidade, como o presidente da Federação Portuguesa de Futebol (FPF), Fernando Gomes, o presidente da Liga espanhola, Javier Tebas, o antigo selecionador de França Gerard Houlier e os ex-futebolistas Christian Karembeu e Deco, entre outros, espalhados por diferentes conferências e temas que vão desde a forma de liderança no futebol europeu a novas áreas, como os e-sports.

A Soccerex organiza estes fóruns desde 1995, tendo já passado por 19 cidades e 13 países diferentes. Este ano, a organização fez uma aposta em “mercados emergentes no futebol” e já passou também pela China, em maio, marcando ainda presença nos Estados Unidos da América, em novembro. A realização da Soccerex na Europa cabe pela primeira vez a Portugal, com Oeiras a acolher mais de 60 oradores no ciclo de dois dias de conferências.

(Notícia corrigida às 18:28: alterado o título)

 

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.