Em declarações à FPF, o árbitro algarvio, de 44 anos, admitiu ter ficado “extasiado de alegria e de motivação” com a nomeação, que classificou como “um momento alto” para o qual trabalhou “durante 25 anos de carreira”.

Nuno Almeida garantiu que encara o encontro, agendado para as 20:45, no Estádio do Algarve, “com a dedicação e preparação” com que aborda todos os encontros, mas admitiu que o facto de ser um jogo que vale um título lhe dá uma importância acrescida.

“Encaro-o como outro jogo qualquer, certamente com a cereja no topo do bolo de ser uma ‘final’. Vou encará-lo com respeito, dignidade, competência e trabalho, mas com aquele 'élan' de ser uma Supertaça", disse.

Nuno Almeida antevê “um jogo muito disputado”, para a atribuição do primeiro troféu da época, consciente de que “as rotinas ainda não estão todas num patamar de excelência, tanto para jogadores como para os árbitros”.

O juiz desejou um jogo “em que impere o ‘fair play’” e garantiu às duas formações lisboetas que “podem contar com a equipa de arbitragem”.

Nuno Almeida será auxiliado por André Campos e Bruno Jesus, e terá André Narciso como quarto árbitro. No vídeoárbitro estarão os juízes Jorge Sousa, Luís Ferreira e Nuno Manso.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.