O resultado do jogo, em atraso da 31.ª jornada, mantém os ‘swans’ na zona de despromoção, em antepenúltimo, quando falta só uma ronda para terminar o campeonato.

A partida era essencial para as contas da manutenção, já que opunha o 17.º, Southampton, ao 18.º, Swansea, ambos com 33 pontos, mas vantagem clara de golos para os visitantes.

O Swansea ainda tem atrás de si West Bromwich (31 pontos) e Stoke (30), mas precisa de recuperar um lugar para não descer. Só o conseguirá se, na última ronda, vencer o Stoke e beneficiar de derrotas de Southampton ou Huddersfield – que também está com 36 pontos, mas tem um final de calendário muito complicado, contra Chelsea e Arsenal.

Já o Southampton, fecha as contas na receção ao Manchester City, o novo campeão inglês.

Hoje, foi o italiano Gabbiadini – entrado no jogo quatro minutos antes – a assegurar a vitória, aos 72 minutos, marcando numa jogada confusa e com vários ressaltos junto à baliza dos galeses.

O internacional português Cédric Soares foi titular na defesa do Southampton, mostrando-se bastante seguro nos lances diretos com avançados da casa.

Carlos Carvalhal, após duas épocas e meia aos comandos do Sheffield Wednesday, chegou ao Swansea no final de 2017, encontrando a equipa em último lugar. Após uma série de bons resultados, deu a sensação de que já tinha salvado o clube da despromoção, mas a sequência de quatro derrotas nos quatro últimos jogos voltou a colocar os galeses em enormes dificuldades.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.