No desafio entre os dois históricos do futebol inglês não faltaram oportunidades para desfazer o empate sem golos, mas nem de um lado, nem do outro houve quem tivesse a frieza para materializar em golos as chances criadas, presenciadas pelos portugueses titulares Cédric Soares, nos ‘gunners’, e Bruno Fernandes, nos ‘red devils’.

O uruguaio Edinson Cavani, aos 59 minutos, teve nos pés o golo, porém, quando bastaria só encostar para a baliza, atirou ao lado, seguindo-se, instantes depois, o ‘tiro’ à barra do ‘londrino’ Alexandre Lacazzete, na cobrança de um livre direto.

Com este empate, o United soma 41 pontos, no segundo lugar, e atrasou-se na luta pelo primeiro, ocupado pelo rival City, que tem 44 e menos um jogo, enquanto o Arsenal, opoente do Benfica nos 16 avos de final da Liga Europa, é oitavo, com 31.

Antes, o Manchester City conseguiu uma vitória caseira escassa, diante do lanterna-vermelha Sheffield United (1-0), com Bernardo Silva e Rúben Dias no ‘onze’, mas com João Cancelo no banco.

No Estádio Etihad, o ponta de lança brasileiro Gabriel Jesus marcou o único tento do encontro, logo aos nove minutos.

Esta foi a 12.ª vitória consecutiva para a equipa de Pep Guardiola em jogos oficiais, e o oitavo jogo seguido sem sofrer golos. O último tento consentido remonta a 03 de janeiro, na visita ao campo do Chelsea, que marcou já nos descontos, por Hudson-Odoi.

Nos arredores de Birmingham, lutou-se pela permanência, com o Fulham (18.º, com 14 pontos) a ‘arrancar’ a igualdade pelos pés de Ivan Cavaleiro, que saltou do banco aos 72 minutos para marcar aos 77, depois de Bobby Reid (10) ter adiantado os ‘cottagers’ e de Bartley e do ex-Sporting Matheus Pereira (66) terem feito os tentos dos ‘baggies’, penúltimos (19.º) da classificação, com 12, mais quatro do que o último posicionado Sheffield.

A viver um mau momento na época continua o Wolverhamtpon, após nova derrota, desta vez diante do Crystal Palace (1-0), que assim ultrapassou os ‘wolves’ a meio da tabela, ocupando o 13.ª posto, com 26, face aos 23 do emblema treinado por Nuno Espírito Santo.

O médio Eberechi Eze, aos 60 minutos, garantiu o triunfo para os ‘eagles’, frente ao conjunto dos lusos Rui Patrício, Nélson Semedo, João Moutinho, Pedro Neto, Daniel Podence, todos titulares hoje, enquanto Fábio Silva e Vitinha foram lançados no decorrer do encontro. Rúben Neves não saiu do banco de suplentes.

Doze jogos oficiais depois, o Newcastle voltou a conhecer o sabor da vitória, no reduto do Everton (2-0), que teve o internacional português André Gomes em campo, a partir do minuto 63, e o compatriota João Virgínia entre as segundas escolhas.

Um ‘bis’ do avançado Callum Wilson (73 e 90+3 minutos) colocou os ‘magpies’ no 16.º posto da tabela, com 22 pontos, os mesmo do Burnley (menos um jogo), enquanto os ‘toffees’, com 33, seguem em sétimo, juntamente com o Tottenham, de José Mourinho, que no domingo viaja ao sul de Inglaterra para defrontar o Brighton.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.