As horas negras do Sporting CP e da direção de Bruno Carvalho parecem não ter fim. Depois de ontem, terça-feira, ter-se escrito uma das páginas mais tristes da história do clube após um grupo de cerca de 50 adeptos ter invadido a Academia do Sporting, em Alcochete, e ter agredido a equipa técnica, jogadores e staff leonino, o dia de hoje começou com o Correio da Manhã e a SIC a divulgar escutas que alargam o escândalo de corrupção do andebol ao futebol.

Conversas e mensagens de Whatsapp recuperadas por estes meios revelam que intermediários do clube Alvalade terão corrompido um jogador do emblema vimaranense.

Em causa está um jogo com o Vitória de Guimarães no início da temporada que terminou no passado fim de semana, disputado a 19 de agosto de 2017, que acabou com uma goleada dos leões por 5-0, e um outro encontro que ainda não foi revelado. Neste caso não estão em causa favorecimento a árbitros, mas sim a atletas da formação adversária, ou seja, nesta situação concreta, um defesa central da equipa da cidade berço.

Perante as suspeitas neste caso de corrupção, o Vitória de Guimarães reagiu esta quarta-feira com um comunicado publicado no site do clube e assinado pelo presidente Júlio Mendes. No texto, o emblema vimaranense manifesta "total surpresa e estupefação perante os factos hoje trazidos a público pela comunicação social nacional" para a seguir repudiar "a prática de qualquer acto que prejudique a verdade desportiva e extrairá as devidas consequências junto de todo e qualquer agente desportivo que se venha a demonstrar ter praticado tais actos".

Num segundo ponto o emblema de Guimarães mostra-se disponível para colaborar com a justiça pedindo um "apuramento da verdade" e exigindo "uma rápida, enérgica e eficiente intervenção dos órgãos judiciais competentes".

Leia o comunicado na íntegra:

"Face às notícias veiculadas, o Vitória Sport Clube vem manifestar a sua total surpresa e estupefação perante os factos hoje trazidos a público pela comunicação social nacional e esclarece:

1- O Vitória Sport Clube repudia, de forma veemente, a prática de qualquer acto que prejudique a verdade desportiva e extrairá as devidas consequências junto de todo e qualquer agente desportivo que se venha a demonstrar ter praticado tais actos ou que ponham em causa o bom nome e a credibilidade de uma instituição quase centenária e que se orgulha de ser uma referência desportiva nacional;

2- O Vitória Sport Clube, enquanto principal interessado no apuramento da verdade, exige uma rápida, enérgica e eficiente intervenção dos órgãos judiciais competentes, mostrando-se totalmente ao dispor para o que venha a ser entendido como necessário."

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.