O aumento do salário mínimo nacional, que atualmente é de 600 euros, para 635 euros em 2020 foi aprovado em Conselho de Ministros na semana passada, numa medida que o Governo estima que possa abranger 720 mil trabalhadores.

Antes da aprovação, a proposta do executivo foi apresentada em sede de concertação social, mas não mereceu o acordo dos parceiros sociais.

O diploma foi promulgado pelo Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, que disse considerar “uma solução razoável, a pensar na economia e na sociedade portuguesa”.

O programa do novo governo de António Costa prevê a criação de condições para aprofundar a trajetória plurianual de atualização real do salário mínimo nacional, “de forma faseada, previsível e sustentada, evoluindo em cada ano em função da dinâmica do emprego e do crescimento económico”, com o objetivo de atingir os 750 euros em 2023.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.