Os trabalhos a financiar incluem a instalação de novas infraestruturas elétricas, sinalização e sistemas de controlo destinados a tornar as viagens de comboio nesta linha de 25 quilómetros, que liga Lisboa a Cascais, mais seguras e mais eficientes do ponto de vista energético.

A modernização do sistema de eletrificação resultará numa redução para metade do consumo de energia na linha quando o projeto estiver concluído, em 2023.

“A linha Lisboa-Cascais é a segunda mais movimentada da rede ferroviária nacional. Ao torná-la mais segura e eficiente, pretendemos incentivar a mudança do automóvel para os transportes públicos nas dezenas de milhares de pessoas que se deslocam diariamente para Lisboa e, consequentemente, reduzir o congestionamento do tráfego e a poluição”, disse a comissária europeia para a Coesão e Reformas, Elisa Ferreira.

Bruxelas salienta, no comunicado, que a Linha de Cascais é uma ligação ferroviária suburbana muito importante e que serve diariamente dezenas de milhares de passageiros.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.