A margem financeira desceu 1% para 297 milhões de euros, com a margem financeira na atividade em Portugal a aumentar 6,1% para 182,9 milhões de euros.

Já os resultados de comissões e serviços cresceram 9% para 116 milhões de euros, para o que contribuiu o aumento de 13,8% das comissões em Portugal para 89 milhões de euros, o que, diz a empresa, reflete "as medidas do Plano Estratégico implementadas em 2017".

As provisões e imparidades reduziram-se 88%, passando dos 108 milhões de euros constituídos no primeiro trimestre de 2017 para 13 milhões de euros entre janeiro e março deste ano.

Ainda no primeiro trimestre, o grupo CGD teve custos de 58,5 milhões de euros referentes aos programas de redução de pessoal, utilizando uma provisão já constituída em 2017.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.