A tecnológica prevê ainda contratar 300 pessoas, num total de 1.500 colaboradores na Microsoft Portugal.

A parceria estratégica para o setor digital estabelecida hoje com o Governo português visa "reforçar a estratégia de transição digital do país nos setores público e privado e acelerar a recuperação económica do mercado nacional", refere a tecnológica, em comunicado.

Assente em três pilares estratégicos - pessoas, empresas e Estado digital -, o memorando de entendimento, assinado pelo ministro de Estado e da Transição Digital, Pedro Siza Vieira, e pela a diretora-geral da Microsoft Portugal, Paula Panarra, conta com iniciativas previstas até final de 2022.

"Na área de pessoas, a Microsoft vai disponibilizar recursos para ajudar as pessoas na aquisição de competências e na preparação para o mercado de trabalho; no pilar empresas, irá disponibilizar ferramentas para a inovação e transformação digital e, por fim, no pilar Estado digital, a Microsoft vai ajudar a acelerar a modernização do Estado e o reforço da capacitação dos seus colaboradores", sublinha a tecnológica.

No pilar pessoas, no âmbito da Global Skills Initiative, "estão a ser disponibilizados de forma gratuita cerca de 100 cursos em português, com base em conteúdos da Microsoft, Linkedin e GitHub".

A iniciativa "pretende capacitar 25 milhões de pessoas em todo o mundo e 100 mil em Portugal com as competências digitais necessárias para se prepararem para o mercado de trabalho no pós-pandemia", salienta a Microsoft, que destaca também a renovação da parceria com o Conselho Coordenador dos Institutos Superiores Politécnicos (CCISP), "na criação de academias da Microsoft Imagine Academy, com cursos que pretendem promover a certificação e a capacitação tecnológica de mais de 70 mil alunos portugueses".

No pilar empresas, "a Microsoft irá continuar a apostar no plano de crescimento de recursos humanos altamente qualificados em Portugal", pelo que "irá contratar mais 300 pessoas".

Além disso, "irá investir até um milhão de euros na criação do programa 'Highway to 5 Unicorns', apoiando cinco 'startups' portuguesas procurando promover a descentralização e o empreendedorismo no interior do país e ilhas".

Está também prevista a expansão do programa de aceleração "Microsoft for Startups", "das atuais 40 para 100 'startups' portuguesas, disponibilizando tecnologia na 'cloud' gratuita e acesso a oportunidades com clientes".

No pilar Estado digital, a Microsoft vai promover um programa de desenvolvimento de competências para reforçar a qualificação dos trabalhadores da Administração Pública, "através da disponibilização de conteúdos formativos de base tecnológica e realização de 20 'webinars' de formação para cerca de 100 mil funcionários públicos".

"No futuro próximo, Portugal terá uma oportunidade única para realizar investimentos que permitirão incrementar as qualificações da força de trabalho e, sobretudo, desenvolver a requalificação de ativos. A transição digital coloca muitos desafios ao trabalho e o país precisa de qualificar a população para que possa estar à altura destes desafios", afirmou Pedro Siza Vieira, citado no comunicado.

"Estou convicto que esta parceria reforça o compromisso coletivo do Estado português para a capacitação digital, imperativa para que o país possa alcançar um novo capítulo de prosperidade e produtividade", salientou o governante.

"Este memorando vem reforçar o nosso papel enquanto agentes da recuperação económica e resiliência digital tão necessárias no contexto atual, assim como na construção de um futuro mais sustentável. Em conjunto com o Governo, parceiros e associações, pretendemos potenciar a tecnologia como motor de crescimento económico e dar resposta às necessidades de um mercado que é cada vez mais global e digital", acrescentou, por sua vez, a diretora-geral da Microsoft Portugal, tecnológica que celebra 30 anos no mercado português.

A Microsoft refere que com este memorando "reforça a sua colaboração com o Plano de Ação para a Transição Digital" do país.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.