A empresa, num processo de reestruturação na sequência de um enorme escândalo de corrupção, alcançou 319,9 mil milhões de reais (84,5 mil milhões de euros) em valor de mercado e superou a mineradora Vale e a companhia de bebidas Ambev, indicou a provedora de informações financeiras Economatica.

Ainda assim, o valor é inferior ao registado em meados de maio, quando a petrolífera alcançou 388,445 mil milhões de reais.

As ações preferenciais e ordinárias da Petrobras registaram significativos avanços de 8,67% e 6,74% e fecharam na corretora paulista com um preço de 22,82 e 25,81 reais, respetivamente.

A Petrobras, que encerrou com prejuízos nos últimos quatro anos, atingiu lucros de 17 mil milhões de reais (3,9 mil milhões de euros) nos primeiros seis meses do ano, o que representa o melhor resultado obtido pela empresa para o período desde 2011.

Após as investigações anticorrupção iniciadas em 2014, a empresa petrolífera entrou numa profunda crise económica que foi agravada pela queda internacional dos preços do petróleo.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.