“Em 2023, o Porto de Leixões recebeu 116 navios de cruzeiro que fizeram chegar à região 148.889 passageiros, tornando-se no melhor ano de sempre da atividade de cruzeiros em Leixões”, pode ler-se numa nota de imprensa hoje divulgada pela Administração dos Portos do Douro, Leixões e Viana do Castelo (APDL).

Na mesma nota, a administração liderada por João Neves salienta que os números representam “um crescimento de 37% no número de passageiros e mais quatro navios comparativamente com o ano anterior” e que, face a 2018, “que tinha sido até agora o melhor ano de sempre em número de passageiros, o crescimento foi de 27%”.

A APDL calcula que em 2023, a atividade de cruzeiros tenha gerado “uma receita direta de 19,7 milhões de euros na economia da região”, tendo por base os valores médios definidos pela CLIA (Associação Internacional de Linhas de Cruzeiros, na sigla em inglês) para as receitas diretas dos passageiros e dos tripulantes.

“O Reino Unido continua a ser o principal mercado de origem dos passageiros que passam pelos terminais de cruzeiro do Porto de Leixões, correspondendo a 44,1% do total seguindo-se os Estados Unidos da América com 23,2%, a Alemanha com 17,9%, o Canadá com 5% e ainda a Austrália com 1,6%”, detalha a APDL.

A atividade continua a ser marcada por alguma sazonalidade e, tal como tem acontecido nos últimos anos, “os meses mais fortes para a atividade em Leixões foram maio (27.373 passageiros), setembro (24.932 passageiros) e outubro (29.219 passageiros)”.

“A par do ano passado, o mês de outubro voltou a ser o melhor mês do ano e, neste caso, o melhor mês de sempre no que ao número de passageiros diz respeito”, detalha a administração portuária.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.