Pelas 08:50 (hora de Lisboa), o índice português de referência, o PSI20, seguia a recuar 0,06% para 5.057,52 pontos, com cinco ações positivas, duas inalteradas e 11 negativas, mantendo a tendência de abertura.

A Galp, a EDP e a Jerónimo Martins eram as empresas que mais subiam, evitando assim maiores perdas do índice, com subidas de 1,37%,1,31% e 0,62% para 15,91,3,179 e 11,43 euros, respetivamente.

A Corticeira Amorim e a Mota-Engil eram, por sua vez, as empresas que mais caíam, com perdas de 1,57% e 1,30% para 10 euros e 1,816 euros.

A Mota Engil comunicou hoje ao regulador dos mercados que passou a deter 4.744.804 ações próprias, correspondentes a 1,9978% do seu capital social.

O BCP seguia também em queda de 1,14% para 0,2254 euros.

Lisboa seguia a negociar numa Europa mais otimista, com a maioria dos índices a registarem ganhos ligeiros, numa altura em que abrandou a pressão provocada pelo impasse do Brexit e em torno de Itália.

Os resultados que têm sido apresentados por várias cotadas também estão a beneficiar igualmente as negociações nos mercados.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.