A primeira-ministra britânica, Theresa May, confirmou hoje que o ‘Brexit’ vai implicar que o Reino Unido abandone o mercado único europeu, porque Londres quer restringir a entrada no país de imigrantes provenientes da União Europeia (UE).

“O que proponho não pode implicar pertencer ao mercado único”, disse May, precisando que tal impediria o governo britânico de negociar acordos comerciais bilaterais.

A primeira-ministra assegurou por outro lado que vai tentar negociar um acordo comercial com a UE “o mais alargado possível”.

Num discurso consagrado ao ‘Brexit’ pronunciado em Londres, May afirmou que quer concluir o acordo de saída da UE no prazo de dois anos, mas que a sua aplicação “será faseada”.

O discurso de Theresa May era muito aguardado porque se esperava que tornasse mais claras algumas linhas de negociação de Londres no processo de saída da UE.

Em outubro, a primeira-ministra já tinha manifestado a determinação em retomar o controlo da política de imigração, incluindo dos cidadãos europeus, e acabar com a soberania do Tribunal Europeu de Justiça.

No entanto, também mostrou interesse em manter, tanto quanto possível, o acesso dos bens e serviços britânicos ao mercado único, deixando alguma indefinição sobre qual dos interesses iria predominar.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.