Num comunicado hoje divulgado, o INE adverte que “a variação acentuada continua a refletir efeitos base, dado que a comparação incide em meses muito afetados pela pandemia”.

Com efeito, o índice de junho de 2021 foi 6,5% inferior ao de junho de 2019, indica o INE.

O segundo trimestre de 2021 registou uma subida de 30,4% face ao mesmo período de 2020, contra uma queda de 12,6% no trimestre anterior, mas permaneceu 9,7% abaixo do de 2019.

O índice de volume de negócios dos serviços subiu 5,3% em junho face a maio, tendo acelerado face a maio, quando a variação mensal foi de 0,6%.

Os índices de emprego, de remunerações e de horas trabalhadas, ajustados de efeitos de calendário, apresentaram variações homólogas de 0,1%, 8,4% e 9,8% em junho, contra -0,7%, 10,3% e 23,4% em maio, refere o INE.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.