O cinema de João Nicolau era para ter sido alvo de um foco particular na 38.ª edição do evento, em 2020, mas esta acabou por não se realizar devido à pandemia de covid-19, passando agora para a edição deste ano, que deverá acontecer entre 24 de abril e 02 de maio, num formato que será na maioria 'online', com algumas atividades presenciais.

De João Nicolau, que estará presente em Bergamo, serão exibidos "Rapace" (2006), "Canção de Amor e Saúde" (2009), "A Espada e a Rosa" (2010), "O Dom das Lágrimas" (2012), "Gambozinos" (2013), "John From" (2015) e "Technoboss" (2019).

A secção "Europa, Agora!" vai mostrar, "pela primeira vez em Itália, os trabalhos completos dos dois realizadores [João Nicolau e Mia Hansen-Løve], caracterizados pela atenção particular à agitação de indivíduos imersos nas contradições da sociedade e pela perspicácia da sua abordagem introspetiva à narração".

Na secção competitiva "Close Up", vai estar "Amor Fati", de Cláudia Varejão, enquanto "Tio Tomás -- A Contabilidade dos Dias", de Regina Pessoa, se encontra na programação para crianças.

Entre outras secções, o Encontro de Cinema de Bergamo vai incluir também um tributo ao polaco Jerzy Skolimowski, considerado "um dos mais importantes representantes do cinema da Europa de Leste e autor de um estilo de cinema livre e inovador".

TDI // MAG

Lusa/fim

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.