Segundo um comunicado, a que agência Lusa teve hoje acesso, os três efetivos da PIR são afetos ao comando provincial da Lunda Norte e foram encontrados fardados na área de garimpo, embora estivessem de folga.

O documento realçou que as vítimas "foram neutralizadas" e encaminhadas ao comando municipal do Lucapa, por seguranças da empresa K&P, ex-Projeto Mineiro Yetwene, localizado na comuna de Camissombo.

A ocorrência teve lugar entre 18 e 20 de março passado, segundo informações apuradas junto do comando local da PIR, sendo a situação do conhecimento do comandante das forças que, no entanto, não informou o comando provincial da Polícia Nacional.

A delegação do Ministério do Interior sublinhou no comunicado que tomou conhecimento do incidente "de forma surpreendente através das redes sociais".

Os implicados foram detidos para averiguação e foram acionados os mecanismos disciplinares contra o respetivo comandante das forças, sendo também instaurado um inquérito para o apuramento da veracidade dos factos e encontrar os autores que protagonizaram as agressões contra os três agentes da PIR.

Fotografias e um vídeo, que mostram o facto, nomeadamente um dos agentes algemado, e os agressores, circulam desde terça-feira nas redes sociais.

NME/RCR // LFS

Lusa/Fim

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.