O médio brasileiro, orientado pelo português Luís Castro no Shakhtar, deixou o campo em lágrimas depois de reagir às palavras que lhe eram dirigidas das bancadas. O jogador efetuou um gesto obsceno em direção aos adeptos, pegou na bola e pontapeou-a para a bancada, tendo sido expulso pelo árbitro.

No final do encontro, Luís Castro solidarizou-se com o futebolista brasileiro, considerando que "qualquer manifestação de racismo é inaceitável" e acrescentando que é preciso "lutar contra esse fenómeno, a cada minuto".

BZF/NFO // NFO

Lusa/Fim

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.