“Depois de muita reflexão, foi decidido centralmente que o projeto Sapo irá operar apenas a partir de Portugal, encerrando as operações locais. Significa isto que a partir de 30 de setembro o SAPO continuará a servir globalmente conteúdos lusófonos a partir de Portugal, mas deixará de contar com a operação noutras geografias”, adiantou a Altice.

Segundo precisou, “no âmbito laboral todo o processo foi amigável, através de uma rescisão por mútuo acordo com os colaboradores”, cujo número não foi revelado.

Iniciado em 2008, o processo de internacionalização do Sapo arrancou com os portais SAPO Angola e Cabo Verde, seguindo-se Moçambique no ano seguinte e o Sapo Timor-Leste em setembro de 2010.

Estes portais internacionais do SAPO funcionavam como agregadores de conteúdos, através de parcerias locais com vários meios de comunicação social, e, além de notícias, disponibilizavam áreas temáticas dedicadas a emprego, economia, cultura, desporto, blogues ou ‘lifestyle’.

(O SAPO24 é a marca de informação do Portal SAPO, detido pela MEO - Serviços de Comunicações e Multimédia, S.A., propriedade da Altice Portugal)

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.