“Entre as 22:58 [hora local, a mesma em Lisboa] de dia 21 de agosto e as 21:54 de dia 05 de setembro, [a segurança] dos dados pessoais e financeiros dos clientes que fizeram reservas através do nosso ‘site’ ou da aplicação móvel foi comprometida”, informa a British Airways em comunicado.

Salientando que a falha informática já está resolvida, a transportadora aérea aconselha os clientes que “julgam ter sido afetados pelo incidente a contactar o seu banco ou o emissor do cartão [utilizado] e seguir as recomendações” dessas entidades.

A companhia britânica assegura que já alertou as autoridades e vai entrar agora em contacto com os clientes lesados neste alegado roubo de dados, que não afetou, contudo, as informações contidas nos passaportes dos viajantes.

“Lamentamos profundamente os problemas causados por ações criminosas”, afirma o diretor-geral da British Airways, Alex Cruz.

O responsável adianta que a empresa leva “muito a sério” a proteção dos dados pessoais dos seus clientes.

De acordo com a British Airways, tanto o ‘site’ como a aplicação móvel estão já a funcionar normalmente, pelo que os clientes podem voltar a usar estes canais.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.