A Huawei — empresa assinalada pelos serviços de informações dos Estados Unidos como “ameaça à segurança nacional” — está alegadamente no centro de um caso sobre utilização de dados privados da rede social norte-americana Facebook.

As empresas da República Popular da China Huawei, Lenovo, Oppo e TCL estão entre os vários fabricantes a quem foi permitido o acesso a informações do Facebook que a companhia reconhece ter fornecido “de forma controlada”, de acordo com as declarações do vice-presidente da rede social, Francisco Varela.

“Tal como todos os fabricantes de ‘smartphone’, a Huawei trabalhou com o Facebook para tornar os serviços mais fáceis para os utilizadores” disse hoje o porta-voz da Huawei, Joe Kelly, acrescentando que a empresa chinesa “nunca recolheu e armazenou informações do Facebook”.

A empresa fabricante de telemóveis Huawei foi fundada pelo ex-oficial militar da República Popular da China, Ren Zhengfei.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.