"Estamos a averiguar este problema, mas pensamos que se tratam de informações obtidas antes das mudanças feitas nos últimos anos para melhorar a proteção dos dados das pessoas", disse à AFP um porta-voz da rede social.

Segundo o investigador Bob Diachenko e o site da Comparitech, os logins, números de telefone e nomes de 267 milhões de utilizadores do Facebook, especialmente norte-americanos, estavam disponíveis gratuitamente na "dark web".

A base de dados, disponibilizada num fórum de hackers há uma semana, já não estava acessível esta quinta-feira, após o alerta lançado por Bob Diachenko, informou a Comparitech.

O investigador crê que essas informações foram obtidas por "criminosos no Vietname", graças a um sistema de robôs que copiam todo o conteúdo que conseguem aceder.

Em setembro, os números de telefones vinculados a cerca de 419 milhões de contas do Facebook foram encontrados disponíveis online, de acordo com o site norte-americano TechCrunch.

O Facebook confirmou parcialmente esta informação, mas disse que, de acordo com as investigações, o número de contas envolvidas não atingiu a metade dos 419 milhões usuários.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.