"Após quase 14 anos de operação, Gawker.com irá fechar na semana que vem", pode ler-se uma mensagem publicada no site de notícias cuja assinatura é  "os rumores de hoje são as notícias de amanhã".

"Nick Denton, diretor-geral da empresa, deu conta da sua saída aos funcionários horas antes de um tribunal de Manhattan decidir se vai aprovar ou não a oferta apresentada pela (rede de televisão) Univisión para os outros ativos do (grupo) Gawker Media", acrescenta a informação publicada. 

A Univisión, um grupo de TV hispânico, ofereceu cerca de 120 milhões de euros pela maioria dos ativos do Gawker Media num leilão que foi determinado por um juiz de falências.

A empresa declarou falência em junho, três meses depois de ter sido condenada a indemnizar em 124 milhões de euros o lutador Hulk Hogan. Hogan processou a Gawker por ter divulgado um vídeo que o mostrava tendo relações sexuais com a mulher de um amigo.

No início deste mês, Denton entrou com um pedido de falência pessoal, numa tentativa de evitar que os seus bens fossem apreendidos por causa do julgamento.

A história desta falência dava um filme e talvez um dia venha a ser contada assim. No final de maio, o milionário Peter Thiel, co-fundador da empresa de comércio eletrónico eBay, tornou pública a ajuda que deu a financiar a ação judicial de Hogan, um processo no qual gastou quase 9 milhões de euros. Denton afirmou que o processo foi uma "vingança pessoal" de Peter Thiel porque,em 2007, o site Gawker tinha revelado a sua homossexualidade.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.