O foguetão de 23 andares, que transportaria um satélite de comunicações duma empresa sediada no Luxemburgo, estava a menos de dois minutos da descolagem quando a equipa de lançamento abortou o countdown. O cancelamento deveu-se ao facto de um barco ter entrado na área restrita do Cabo Canaveral onde são feitos os lançamentos.

A operação foi então adiada para alguns minutos mais tarde, e desta vez o countdown foi quase até ao fim: no último segundo, no entanto, o lançamento foi abortado, devido a um alarme por motivos técnicos. Elon Musk, fundador e presidente-executivo da SpaceX, disse que a equipa de lançamento estava a rever os dados e daria informação atualizada mais tarde.

Não haverá nova tentativa antes de terça-feira, disse a empresa. A Spacex tem tentado trazer os seus foguetões intactos de volta à Terra, para poder reutilizá-los - algo que tornaria estes lançamentos muito mais baratos.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.