Um empurrãozinho. Dito assim, parece uma coisa de pouca importância, pequenina. Mas não é isso que têm vindo a concluir os especialistas de economia comportamental, uma área da ciência económica que junta a sua matriz à psicologia para entender melhor os processos de decisão. E foi precisamente nesta área que se notabilizaram Robert Thaler e Cass R. Sunstein, autores do livro e best seller de gestão "Nudge". Robert Thaler, professor da Chicago Booth School of Business, teve ainda uma distinção maior, já que foi escolhido como Prémio Nobel da Economia em 2017.

"Hoje em dia sabemos que a tomada de decisão humana tem duas formas. Uma forma rápida, intuitiva, espontânea - o sistema 1 - e uma forma lenta, deliberada, racional - o sistema 2. E o que também sabemos é que das 30 mil decisões que tomamos diariamente, apenas 5% são tomadas por este sistema lento, racional, ordenado e lógico. Ou seja, 95% das decisões são tomadas por um sistema que temos em comum com os outros mamíferos. Um 'nudge' é uma intervenção que vai atuar sobre estes 95% do cérebro e que vai influenciar as decisões e os comportamentos das pessoas de forma previsível". A explicação é de Diogo Gonçalves, da Nudge Portugal, que decidiu fundar uma startup que leva a teoria do Nobel Thaler à prática em políticas públicas ou em movimentos protagonizados por qualquer tipo de organização que passam por influenciar comportamentos de pessoas. Uma decisão que tomou depois de um doutoramento em economia comportamental na Holanda que se seguiu a uma formação de base em psicologia social.

O que sabemos desta área da tomada de decisão humana é que quando um estímulo é repetido duas vezes aumenta a probabilidade de as pessoas escolherem o alvo desse estímulo.

"A ilustração mais conhecida de um 'nudge' foi feita pela primeira vez no aeroporto de Schiphol, em Amesterdão, e passou por colocar um autocolante de uma mosca junto do ralo do urinol nas casas de banho masculinas. E o que isso provocou foi que os utilizadores desses urinóis passaram a usar a mosca como um alvo e isso diminui em 80% a quantidade de urina derramada fora do urinol, ou seja, permitiu poupar significativamente em produtos de limpeza".

Os exemplos sucedem-se e alguns podem não estar muito longe da aplicação prática. Como é o caso de melhorar os hábitos alimentares nas cantinas escolares, um projeto que poderá vir a avançar e no qual a Nudge Portugal está envolvida. "Imagina que queremos aumentar o consumo de brócolos pelas crianças nos refeitórios escolares em Portugal. Se pensarmos como um economista clássico, podemos dar um subsídio às escolas para comprar brócolos, diminuir o custo dos brócolos e aumentar a sua disponibilidade. Poderíamos também financiar uma campanha de promoção dos benefícios dos brócolos. Ou então fazemos uma coisa muito simples: dizer às escolas para fazer uma pequena alteração em que os brócolos em vez de estarem todos no mesmo local no linear da cantina, são colocados metade no início e outra metade no final. O que sabemos desta área da tomada de decisão humana é que quando um estímulo é repetido duas vezes aumenta a probabilidade de as pessoas escolherem o alvo desse estímulo".

A ideia de aplicar princípios de "nudging" às políticas públicas não é nova e tem sido usada em países como o Reino Unido e mesmo em políticas do Banco Mundial. Nos Estados Unidos tem várias aplicações também, uma das quais na área das finanças pessoais e pensada para ajudar as pessoas a poupar. Como? Assumindo que um determinando aumento no ordenado é imediatamente canalizado para poupança - ao invés de ser um desconto para o mesmo efeito no valor que já se usufruía.

A Nudge Portugal nasceu no contexto da Healthcare City, um projeto que resulta de uma parceria entre a Nova Medical School, a Janssen, companhia farmacêutica do Grupo Johnson & Johnson, o Grupo Lusíadas Saúde e a Médis (Grupo Ocidental), com o objetivo comum de estimular empreendedores, sejam eles startups ou empresas, a desenvolver as suas ideias e dinamizar a oferta de soluções inovadoras para o setor da saúde e bem-estar.

A startup fundada por Diogo Gonçalves tem despertado o interesse de várias entidades como o Ministério da Saúde e empresas na área alimentar e da distribuição. Para quem começou há tão pouco tempo, esse é um empurrãozinho promissor a ter em conta.

A entrevista com Diogo Gonçalves da Nudge Portugal ao magazine The Next Big Idea exibido a 10 de março na SIC Notícias pode ser vista aqui:


The Next Big Idea é um site de inovação e empreendedorismo, com a mais completa base de dados de startups e incubadoras do país. Aqui encontra as histórias e os protagonistas que contam como estamos a mudar o presente e a inventar o que vai ser o futuro. 

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.

Um artigo do parceiro

The Next Big Idea é um site de inovação e empreendedorismo, com a mais completa base de dados de startups e incubadoras do país. Aqui encontra as histórias e os protagonistas que contam como estamos a mudar o presente e a inventar o que vai ser o futuro. Veja todas as histórias em www.thenextbigidea.pt