O anúncio da LIGO (Laser Interferometer Gravitational-Wave Observatory) foi celebrado em todo o mundo como um grande avanço científico.  As ondas observadas foram provocadas pela colisão de dois buracos negros localizados a 1,3 mil milhões de anos-luz da Terra.

O LIGO tinha observado ondas gravitacionais resultantes da colisão destes dois buracos negros - cada um deles com 30 vezes o tamanho do Sol -  a 14 de setembro de 2015. Este fenómeno libertou 50 vezes mais energia do que todas as estrelas no universo observável, mas durou apenas uma fracção de segundo.

Nesta animação disponibilizada pelo LIGO, as ondas gravitacionais foram convertidas em ondas sonoras.

Nos dois primeiros momentos da animação, as frequências são exactamente as das ondas gravitacionais. Nas duas sequências seguintes, a frequência é mais alta, mais adequada ao ouvido humano. As últimas duas sequências são de novo as originais.

À medida que os buracos negros se envolvem numa espiral cada vez mais próxima, a frequência das ondas gravitacionais aumenta, produzindo um som semelhante ao pio ou chilrear de um pássaro.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.