No programa especial do festival, vão ser exibidos “China, China”, de João Rui Guerra da Mata e João Pedro Rodrigues, “Inventário de Natal”, de Miguel Gomes, “Verdes Anos”, de Paulo Rocha, “A Árvore”, de André Gil Mata, “Trás-os-Montes”, de Margarida Cordeiro e António Reis, e “Voodoo”, de Sandro Aguilar.

Na secção de curtas-metragens internacionais, vai estar “Farpões, Baldios”, de Marta Mateus, enquanto “Humores Artificiais”, de Gabriel Abrantes, é exibido na secção “Short Matters”.

Nos documentários internacionais é apresentado “Extinção”, de Salomé Lamas, enquanto a coprodução entre Roménia, Estados Unidos e Portugal “John 746”, de Ana Vijdea, é mostrada na categoria de documentários dos Balcãs.

O festival vai ainda ter um jurado português, contando com Sérgio Gomes, do Porto/Post/Doc (que este ano se vai debruçar sobre as "ficções do real"), no júri dos documentários internacionais.

Segundo a página do evento, o DokuFest é “o maior festival de cinema do Kosovo”, que todos os anos apresenta nos cinemas e em salas de exibição improvisadas espalhadas pelo centro histórico de Prizren uma seleção de mais de 200 filmes de todo o mundo.

O festival conta ainda com exposições, debates, ‘masterclasses’ e concertos.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.