A coletânea, que é editada sete meses depois da morte de Prince, reúne 40 das canções mais conhecidas do músico, entre as quais “When doves cry”, “Kiss”, “Cream”, “Sign o’the times”, “Nothing compares 2 U” e “Purple Rain”.

De acordo com a editora, do alinhamento faz ainda parte “Moonbeam Levels”, um tema inédito que Prince gravou em 1982 e que incluiu em “Rave unto the joy fantastic”, “um álbum que nunca chegou a ver a luz do dia”.

A coletânea apresenta ainda doze páginas de fotografias inéditas de Prince, assinadas por Herb Ritts.

Para 2017 está prevista a edição de um álbum de inéditos de Prince, que sairá em conjunto com uma versão remasterizada de “Purple Rain”.

Prince morreu a 21 de abril passado, aos 57 anos, em consequência de uma ‘overdose’ de analgésicos opióides, tendo sido encontrado sem vida em Paisley Park, a propriedade que integra a casa e estúdio de gravação que construiu.

Paisley Park, situado em Chanhassen, no Minnesota, é hoje um espaço que recebe visitas guiadas, para quem quer espreitar o edifício onde Prince viveu e trabalhava, com acesso a objetos dos arquivos pessoais do músico, como instrumentos, prémios e vestuário.

Em outubro, a família do músico organizou um espetáculo internacional de tributo, em St. Paul, Minneapolis, que contou com a participação de artistas próximos de Prince, entre os quais Stevie Wonder, Christina Aguilera, Chaka Khan, Anita Baker, John Mayer e a fadista Ana Moura.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.