A 74.ª edição do festival estava prevista para os dias de 11 a 22 de maio, mas foi remarcada para o período de 6 a 17 de julho, revelou a direção do festival, no Twitter.

A hipótese de adiamento do festival já tinha sido avançada na semana passada por alguns ‘media’ especializados, face à evolução da pandemia da covid-19, ao aparecimento de novas variantes do vírus, às medidas restritivas e ao processo global de vacinação.

No ano passado, o festival de Cannes também adiou a edição habitual em maio e transformou o evento numa versão especial de programação, curta, em outubro.

Também o festival de cinema de Berlim fez alterações ao calendário tradicional, dividindo a edição deste ano em dois tempos: em março acontece o mercado do filme e, em junho, realizam-se as sessões de cinema.

A 71.ª edição do Festival de Cinema de Berlim estava inicialmente agendada de 11 a 21 de fevereiro, sendo agora reajustada para março, com o mercado europeu do filme, o mercado de coproduções e os programas Talentos e Fundo Mundial de Cinema, a ocorrerem apenas online, entre os dias 1 e 5.

Em junho, haverá um evento de verão com as sessões de cinema, em sala e ao ar livre.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.