Segundo informação da organização, a edição do próximo ano do Tremor, um festival que “já abalou cultural, turística e economicamente a ilha de São Miguel, promete uma primavera nos Açores com toda a agitação atmosférica”.

Em 2017, a organização garante a presença da banda de rock alternativo Mão Morta, “em estreia em São Miguel”, assim como de Norberto Lobo, “escolástico autodidata da arte de cordas de guitarra e um dos principais porta-estandartes da forma portuguesa de o fazer”, e os Flamingods, do Reino Unido.

A representação local está assegurada pelos Morbid Death, “nome charneira da música pesada açoriana”, e pelos PMDS, duo “que cruza ritmos lentos de eletrónica digital com modulação analógica”.

Os bilhetes para o Tremor já se encontram à venda, estando ainda os primeiros 100 exemplares disponíveis por 20 euros “e prestes a esgotar”, segundo a organização.

Após terminar a primeira remessa de ingressos, os preços das entradas para a quarta edição serão de 25 euros.

Este ano, o Tremor teve a sua maior edição de sempre, com 50 concertos num só dia. A organização esteve a cargo da YUZIN Agenda Cultural, da Lovers & Lollypops e do curador independente António Pedro Lopes.

O Tremor permitiu levar até à maior ilha dos Açores concertos de meia centena de artistas regionais, nacionais e internacionais, numa programação que se estendeu por mais de 20 horas de música, cinema, residências artísticas e concertos surpresa em locais menos esperados, como uma loja de roupa, um café, uma galeria de arte, uma casa particular, um museu ou o Coliseu Micaelense, na cidade de Ponta Delgada.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.