Fazer uma apresentação - seja em contexto profissional, seja na sala de aula - requer preparação. Por isso, especialistas em desenvolvimento de carreira defendem a importância de exercitar práticas como a capacidade de síntese, oratória e até a habilidade de contar histórias para prender a atenção do espetador.

No entanto, falar em público ainda é uma barreira para muita gente. Em 2013, um estudo do jornal inglês Sunday Times revelou que o medo de falar em público (41%) estava surpreendentemente à frente do medo de ter problemas financeiros (22%) e até de doenças mortais (19%). Noutros estudos já realizados, o medo de falar em público aparece frequentemente entre os cinco maiores medos relatados pelas pessoas.

Independente de qual seja o seu ponto fraco, arrasar nas apresentações passa por muito estudo, treino e uma mãozinha de ótimas ferramentas da internet.

1º Investigação

Quanto mais investigação fizer, maior segurança terá para tratar o assunto em causa. Se possível, faça uma pesquisa exaustiva que permita enriquecer a narrativa. Além disso, pode diversificar a forma como apresenta a informação. Seja um vídeo ou um podcast, esta diversificação pode ajudar a captar a atenção de quem o está a ouvir.

2º Conheça o seu público

Saber o nível de exigência e as expectativas de quem nos ouve pode ajudar a afinar a estratégia da apresentação. Gostam de fazer perguntas? Preferem apresentações mais tradicionais ou mais inovadoras? Existem temas polémicos? Promover o debate e o pensamento crítico é sempre proveitoso nessas ocasiões.

3º Faça um esquema

Depois de investigar, faça notas sobre o que deverá constar na apresentação. Nessa altura, nada como um bom esboço feito à mão para o orientar. Estruture a narrativa com início, meio e fim e faça uma estimativa do tempo que isto irá demorar a ser apresentado. Lembre-se que os slides são apenas um guia, evite grandes blocos de texto e coloque-se sempre do lado de quem o ouve, a fim de evitar ser maçador.

4º Escolha uma plataforma

Se o PowerPoint mudou o paradigma das apresentações em slides e acetatos, hoje temos já uma variada gama de ferramentas à nossa disposição. Aqui vão algumas sugestões gratuitas para produzir apresentações que o vão destacar:

Prezi Funciona online na versão gratuita e tem como grande diferencial o dinamismo na apresentação do conteúdo. O Prezi utiliza a ferramenta de zoom para reduzir e ampliar imagens e textos, causando a impressão de que se está a seguir um percurso. Portanto, se não quer uma apresentação estática, o Prezi pode ser a melhor alternativa.

Emaze - Está hospedado na internet e dispõe de inúmeros templates cujo visual muda de acordo com o assunto que está a ser abordado. Ou seja, as apresentações tendem a ter os temas mais claramente delimitados, facilitando a compreensão. O Emaze também oferece uma ferramenta que traduz toda a apresentação para outro idioma.

RawShorts - Esta ferramenta é gratuita e permite construir animações com aspeto profissional. Basta escolher um modelo em vídeo, editar o texto e substituir as imagens.

Slides.com - Talvez este seja o programa que mais se parece com o PowerPoint. No entanto, oferece algumas vantagens como estar disponível online, salvar automaticamente as apresentações e dispor de templates e layouts variados.

Haiku Deck - O Haiku Deck é ideal para apresentações curtas. O que distingue este sistema é o facto de estar integrado com um rico acervo de imagens e ilustrações gratuitas. Este também sugere automaticamente imagens que combinam com as palavras usadas no texto. A criação pode ser partilhada no Facebook, Twitter, e-mail ou exportada para o PowerPoint e Keynote.

5º Treino

Ensaiar a apresentação permite um maior domínio sobre o tempo, conteúdo e técnicas de persuasão - já que quanto mais praticar, mais convincente será naquilo que diz. Ligue o cronómetro e ensaie quantas vezes for preciso, até perceber que já não está a gaguejar ou com o olhar preso nas anotações. Se for possível ensaiar com um espetador, melhor ainda. Mas atenção: evite ensaiar sentado ou deitado, pois a expressão corporal está diretamente ligada à fala e à desenvoltura em frente do público.

Coisas básicas como ter uma boa noite de sono, estar bem hidratado e fazer exercícios vocais também ajudam a obter mais bem-estar e segurança. No YouTube, é possível encontrar vídeos, feitos por profissionais de fonoaudiologia, que ensinam técnicas para melhorar a dicção, a articulação da fala e a postura ao falar em público.

Este artigo foi feito em parceria com a Book in Loop.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.