Com as celebridades em casa por causa da pandemia de covid-19, a cerimónia realizou-se de forma virtual, entre Los Angeles e Nova Iorque, e as apresentadoras não ignoraram a controvérsia.

"Há muito lixo vistoso que é nomeado", disse a comediante Amy Poehler (em Los Angeles), que voltou a fazer dupla com Tina Fey (Nova Iorque) na apresentação da cerimónia.

"Toda a gente está compreensivelmente chateada com a HFPA e as suas escolhas", afirmou Poehler, referindo-se às críticas dirigidas à Associação da Imprensa Estrangeira em Hollywood, responsável pelos Globos de Ouro, por ter ignorado obras relevantes do último ano escritas, realizadas ou protagonizadas por afro-americanos.

"Todos sabemos que as cerimónias de prémios são estúpidas", acrescentou Tina Fey. "A questão é que, mesmo com coisas estúpidas, a inclusão é importante e não há negros entre os membros da Associação da Crítica Estrangeira em Hollywood", afirmou, instando a organização a fazer mudanças.

Entre as críticas feitas à HFPA, está a ausência de nomeações para as séries da HBO "I may destroy you" e "Insecure" e para o filme de Spike Lee "Da 5 Bloods".

Outros filmes considerados potenciais candidatos aos Óscares, como "Ma Rainey: A mãe do blues", de George C. Wolfe, "One Night in Miami" e "Judas and the Black Messiah", ficaram ausentes das categorias mais apetecíveis, como Melhor Filme.

Os maiores prémio da noite foram para "Nomadland - Sobreviver na América", com a realizadora Chloé Zhao a tornar-se na primeira mulher de origem asiática a obter o Globo de Ouro para Melhor Realização, num filme que também foi considerado o Melhor Drama.

"Borat 2" levou a estatueta de Melhor Filme na categoria de Comédia ou Musical e Sacha Baron Cohen venceu o Globo de Ouro para Melhor Ator em comédia ou musical.

Ainda assim, houve alguns vencedores afro-americanos no evento: Andra Day, Melhor Atriz em Drama por "The United States vs. Billie Holiday", Daniel Kaluuya, Melhor Ator Secundário em filme por "Judas and the Black Messiah", John Boyega, Melhor Ator Secundário em televisão por "Small Axe", e Chadwick Boseman, falecido em 2020, que obteve um prémio a título póstumo como Melhor Ator em Drama pelo filme "Ma Rainey: A mãe do blues".

A HFPA, que nas últimas semanas foi alvo de polémica, na sequência de uma investigação do LA Times, questionando a relevância e credibilidade da associação e revelando que há membros da associação a receber remunerações avultadas, comprometeu-se durante a cerimónia a melhorar a diversidade entre os seus membros.

Esta mensagem foi ampliada por Jane Fonda, que recebeu o prémio de carreira Cecil B. deMille e destacou no seu discurso de agradecimento a importância da diversidade de histórias contadas por Hollywood.

"Há uma história que temos tido medo de ver e ouvir sobre nós nesta indústria. Uma história sobre quais as vozes que respeitamos e elevamos e quais as que desligamos", afirmou a atriz.

"Vamos todos fazer um esforço para expandir a 'tenda', para que toda a gente seja elevada e as suas histórias tenham oportunidade de serem vistas e ouvidas", apelou, afirmando que a arte não só caminha a par da História como também a tem liderado.

O discurso de Fonda foi um dos poucos com mensagens políticas, num evento em que os vencedores se concentraram nos sorrisos, lágrimas e agradecimentos profusos.

Em termos de televisão, ficaram em destaque as séries da Netflix "The Queen's Gambit", que venceu o prémio para Melhor Minissérie e deu a Anya Taylor-Joy o galardão de Melhor Atriz; e "The Crown", vencedora de quatro Globos de Ouro, incluindo para Melhor Série Dramática.

A série sobre a vida da família real britânica obteve ainda o prémio para Melhor Atriz em série dramática (Emma Corrin), Melhor Atriz Secundária em série dramática (Gillian Anderson) e Melhor Ator em série dramática (Josh O'Connor).

Jodie Foster venceu na categoria de melhor atriz secundária, pelo filme "The Mauritanian", e Rosamund Pike levou a estatueta de Melhor Atriz em comédia ou musical por "I Care a Lot".

Aaron Sorkin venceu o prémio de Melhor Argumento, com "Os 7 de Chicago", enquanto "Soul", da Pixar, obteve o prémio para Melhor Animação em Longa-Metragem.

A Melhor Série de Comédia foi "Schitt's Creek", que também deu a Catherine O'Hara o galardão de Melhor Atriz em série de comédia ou musical.

"Ted Lasso" deu uma vitória à Apple, com a estatueta de Melhor Ator em série de comédia ou musical para Jason Sudeikis, e "I know this much is true" coroou Mark Ruffalo com o Globo para Melhor Ator em minissérie ou filme para televisão.

Por: Ana Rita Guerra da Agência Lusa

A lista completa dos vencedores

  • Melhor Filme – Drama 

“The Father” (Sony Pictures Classics)

“Mank” (Netflix)

“Nomadland” (Searchlight Pictures) (VENCEDOR)

“Promising Young Woman” (Focus Features)

“The Trial of the Chicago 7” (Netflix)

  • Melhor Atriz Filme – Drama

Viola Davis (“Ma Rainey’s Black Bottom”)

Andra Day (“The United States vs. Billie Holiday”) (VENCEDOR)

Vanessa Kirby (“Pieces of a Woman”)

Frances McDormand (“Nomadland”)

Carey Mulligan (“Promising Young Woman”)

  • Melhor Ator Filme – Musical ou Comédia 

Sacha Baron Cohen (“Borat Subsequent Moviefilm”) (VENCEDOR)

James Corden (“The Prom”)

Lin-Manuel Miranda (“Hamilton”)

Dev Patel (“The Personal History of David Copperfield”)

Andy Samberg (“Palm Springs”)

  • Melhor Filme – Musical ou Comédia 

“Borat Subsequent Moviefilm” (Amazon Studios) (VENCEDOR)

“Hamilton” (Walt Disney Pictures)

“Music” (Vertical Entertainment)

“Palm Springs” (Neon)

“The Prom” (Netflix)

  • Melhor Realizador – Filme

Emerald Fennell, “Promising Young Woman” (Focus Features)

David Fincher, “Mank” (Netflix)

Regina King, “One Night in Miami” (Amazon Studios)

Aaron Sorkin, “The Trial of the Chicago 7” (Netflix)

Chloé Zhao, “Nomadland” (Searchlight Pictures) (VENCEDOR)

  • Melhor Filme Ator – Drama

Riz Ahmed (“Sound of Metal”)

Chadwick Boseman (“Ma Rainey’s Black Bottom”) (VENCEDOR)

Anthony Hopkins (“The Father”)

Gary Oldman (“Mank”)

Tahar Rahim (“The Mauritanian”)

  • Melhor Mini-série ou Telefilme 

“Normal People” (Hulu/BBC)

“The Queen’s Gambit” (Netflix) (VENCEDOR)

“Small Axe” (Amazon Studios/BBC)

“The Undoing” (HBO)

“Unorthodox” (Netflix)

  • Melhor Atriz numa Mini-série ou Telefilme

Cate Blanchett (“Mrs. America”)

Daisy Edgar-Jones (“Normal People”)

Shira Haas (“Unorthodox”)

Nicole Kidman (“The Undoing”)

Anya Taylor-Joy (“The Queen’s Gambit”) (VENCEDOR)

  • Melhor Atriz Secundária numa Série, Mini-Série ou Telefilme

Gillian Anderson (“The Crown”) (VENCEDOR)

Helena Bonham Carter (“The Crown”)

Julia Garner (“Ozark”)

Annie Murphy (“Schitt’s Creek”)

Cynthia Nixon (“Ratched”)

  • Melhor Atriz Secundária em Filme 

Glenn Close (“Hillbilly Elegy”)

Olivia Colman (“The Father”)

Jodie Foster (“The Mauritanian”) (VENCEDOR)

Amanda Seyfried (“Mank”)

Helena Zengel (“News of the World”)

  • Melhor Série - Drama 

“The Crown” (Netflix) (VENCEDOR)

“Lovecraft Country” (HBO Max)

“The Mandalorian” (Disney Plus)

“Ozark” (Netflix)

“Ratched” (Netflix)

  • Melhor Filme em Língua Estrangeira 

“Another Round” (Samuel Goldwyn Films)

“La Llorona” (Shudder)

“The Life Ahead” (Netflix)

“Minari” (A24) (VENCEDOR)

“Two of Us” (Magnolia Pictures)

  • Melhor Ator numa série - Drama 

Jason Bateman (“Ozark”)

Josh O’Connor (“The Crown”) (VENCEDOR)

Bob Odenkirk (“Better Call Saul”)

Al Pacino (“Hunters”)

Matthew Rhys (“Perry Mason”)

  • Melhor Atriz num Filme - Musical ou Comédia

Maria Bakalova (“Borat Subsequent Moviefilm”)

Kate Hudson (“Music”)

Michelle Pfeiffer (“French Exit”)

Rosamund Pike (“I Care a Lot”) (VENCEDOR)

Anya Taylor-Joy (“Emma”)

  • Melhor Série - Musical ou Comédia 

“Emily in Paris” (Netflix)

“The Flight Attendant” (HBO Max)

“The Great” (Hulu)

“Schitt’s Creek” (CBC) (VENCEDOR)

“Ted Lasso” (Apple TV Plus)

  • Melhor Ator numa Série - Musical ou Comédia 

Don Cheadle (“Black Monday”)

Nicholas Hoult (“The Great”)

Eugene Levy (“Schitt’s Creek”)

Jason Sudeikis (“Ted Lasso”) (VENCEDOR)

Ramy Youssef (“Ramy”)

  • Melhor Banda Sonora Original - Filme 

“The Midnight Sky” (Netflix) – Alexandre Desplat

“Tenet” (Warner Bros.) – Ludwig Göransson

“News of the World” (Universal Pictures) – James Newton Howard

“Mank” (Netflix) – Trent Reznor, Atticus Ross

“Soul” (Pixar) – Trent Reznor, Atticus Ross, Jon Batiste (VENCEDOR)

  • Melhor Canção Original - Filme 

“Fight for You” de “Judas and the Black Messiah” (Warner Bros.) – H.E.R., Dernst Emile II, Tiara Thomas

“Hear My Voice” de “The Trial of the Chicago 7” (Netflix) – Daniel Pemberton, Celeste

“Io Si (Seen)” de “The Life Ahead” (Netflix) – Diane Warren, Laura Pausini, Niccolò Agliardi (VENCEDOR)

“Speak Now” de “One Night in Miami” (Amazon Studios) – Leslie Odom Jr, Sam Ashworth

“Tigress & Tweed” de “The United States vs. Billie Holliday” (Hulu) – Andra Day, Raphael Saadiq

  • Melhor Atriz numa Série - Drama

Olivia Colman (“The Crown”)

Jodie Comer (“Killing Eve”)

Emma Corrin (“The Crown”) (VENCEDOR)

Laura Linney (“Ozark”)

Sarah Paulson (“Ratched”)

  • Melhor Argumento - Filme 

Emerald Fennell – “Promising Young Woman” (Focus Features)

Jack Fincher – “Mank” (Netflix)

Aaron Sorkin – “The Trial of the Chicago 7” (Netflix) (VENCEDOR)

Florian Zeller, Christopher Hampton – “The Father” (Sony Pictures Classics)

Chloe Zhao – “Nomadland” (Searchlight Pictures)

  • Melhor Ator numa Mini-Série ou Telefilme  

Bryan Cranston (“Your Honor”)

Jeff Daniels (“The Comey Rule”)

Hugh Grant (“The Undoing”)

Ethan Hawke (“The Good Lord Bird”)

Mark Ruffalo (“I Know This Much Is True”) (VENCEDOR)

  • Melhor Filme de Animação 

“The Croods: A New Age” (Universal Pictures)

“Onward” (Walt Disney Pictures)

“Over the Moon” (Netflix)

“Soul” (Walt Disney Pictures) (VENCEDOR)

“Wolfwalkers” (Cartoon Saloon)

 

  • Melhor Atriz numa Série - Musical ou Comédia 

Lily Collins (“Emily in Paris”)

Kaley Cuoco (“The Flight Attendant”)

Elle Fanning (“The Great”)

Jane Levy (“Zoey’s Extraordinary Playlist”)

Catherine O’Hara (“Schitt’s Creek”) (VENCEDOR)

  • Melhor Ator Secundário numa Série, Mini-Série ou Telefime

John Boyega (“Small Axe”) (VENCEDOR)

Brendan Gleeson (“The Comey Rule”)

Dan Levy (“Schitt’s Creek”)

Jim Parsons (“Hollywood”)

Donald Sutherland (“The Undoing”)

  • Melhor Ator Secundário num Filme 

Sacha Baron Cohen (“The Trial of the Chicago 7”)

Daniel Kaluuya (“Judas and the Black Messiah”) (VENCEDOR)

Jared Leto (“The Little Things”)

Bill Murray (“On the Rocks”)

Leslie Odom, Jr. (“One Night in Miami”)

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.