Baseada na saga homónima de livros de banda-desenhada bestseller do New York Times, esta é uma série de super-heróis. Mas não é uma qualquer. Nem a série nem os super-heróis que a protagonizam. É que estes não estão do lado "dos bons".

Porque os seus comportamentos não são os típicos e que esperamos e associamos aos super-heróis. Aqui, eles manipulam e abusam dos seus poderes e da sua posição. Aqui, estão longe de serem cidadãos-modelo.

Ainda não subscreveste o nosso podcast? Estamos no Spotify, na Apple Podcasts e no Google Podcasts.

Ao subscreveres garantes que não voltas a perder os próximos episódios e novidades! ;)

E já que aqui estamos, fazemos também um pequeno pedido: deixa críticas e reviews nas plataformas. Nós agradecemos e todo o feedback é bem-vindo!

Ainda assim, como reza a apresentação oficial, os protagonistas são "populares como celebridades, influentes como políticos e respeitados como se fossem deuses". A eles, perdoa-se tudo ou quase tudo. As suas falhas, os seus excessos, a sua excentricidade, os seus crimes.

As duas primeiras temporadas receberam rasgados elogios pela maneira como a série consegue satirizar de forma exagerada muitos aspetos (e verdades) da sociedade atual através de violência explícita e muito humor.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.