Conversa, online, com Paulo Azevedo & Rui Reininho

Através da plataforma Cliveon (Culture Live Online) é possivel adquirir bilhetes para assistir ao concerto ao vivo e por um preço mais reduzido assistir em Live stream. Transmissão em direto às 21:30

“Sem mãos a medir” é o novo talk show do ator e palestrante Paulo Azevedo, nascido sem mãos e pernas, que irá focar os temas da motivação e os desafios presentes e futuros do mundo empresarial.

Esta será uma descontraída conversa em direto com Rui Reininho.

Pode consultar o programa e comprar os bilhetes aqui.


Festival ao Largo

Nesta edição, a primeira da responsabilidade de Elisabete Matos, o Millennium Festival ao Largo apresenta uma programação musical centrada como habitualmente na Orquestra Sinfónica Portuguesa (OSP) e no Coro do Teatro Nacional de São Carlos (Coro TNSC), que asseguram um total de seis concertos e uma programação especialmente eclética, direcionada a diferentes públicos: metais e percussão, orquestra de cordas, música de câmara, filme com música ao vivo e repertório coral.

Duas estreias da Companhia Nacional de Bailado, a par de espetáculos de música, teatro e cinema, são propostas da edição deste ano do Festival Ao Largo, que se realiza no Palácio da Ajuda.

Programa:

Concerto pela Camerata Atlântica, com o tenor Carlos Guilherme e direção musical e violino de Ana Beatriz Manzanilla

21:30 - Palácio da Ajuda.


Prós e Contras

Às 22h36, na RTP1, o programa de debate Prós e Contras vai debater aquilo que deve ser o país nos próximos anos, o plano para o futuro e a influência que as decisões de hoje terão no amanhã.

"Os loucos anos vinte voltam a marcar o século. Pensar, ajustar e elaborar uma estratégia perante a vaga pandémica, e os efeitos colaterais. A saúde, a economia a arte e a ecologia. Planear o País em debate no Prós e Contras", lê-se na descrição do programa.


 Sessões Especiais: A Propósito do Racismo e da Escravatura

No cinema Nimas, em Lisboa, está a decorrer até ao dia cinco de agosto uma série de sessões especiais sob o tema "A Propósito do Racismo e da Escravatura"

"Reconhecendo e reivindicando desde sempre a necessidade de construir uma sociedade livre do preconceito racista, propomos ao longo das próximas semanas a reflexão sobre estas questões a partir do cinema de ficção, dos anos 50 aos nossos dias, com a programação de um ciclo pensado a propósito de dois eixos fundamentais (e indissociáveis) de discussão: o racismo e a escravatura, já que “a hierarquia racial de hoje é herdeira do sistema esclavagista”. Serão 10 filmes (outros poderiam juntar-se), de 10 “autores”, que abordam estas questões a partir de diversos ângulos e olhares. E se os filmes dos anos 50 e 60, lutando contra as contingências e circunstâncias das suas épocas ― nos EUA, as proibições do código Hays que era preciso iludir, como acontece em contexto de censura ―, serviram de fortes catalisadores de alargadas e acesas discussões e controvérsias, nos nossos tempos outros autores vieram potenciar uma re-perspectivação e uma pluralidade de abordagens", lê-se na descrição do evento.

Esta segunda-feira o filme em exibição (19h00) é "O Sargento Negro", de John Ford.

Consulte aqui a programação oficial.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.