"Ao longo de três dias, os pequenos produtores agrícolas do concelho têm uma oportunidade única de escoarem os seus produtos agrícolas e pecuários, pese o facto de o tempo de colheita ter sido condicionado pela seca, sendo este espaço o melhor local para aumentar o rendimento das explorações familiares", explicou à Lusa o presidente da câmara de Vimioso, Jorge Fidalgo.

A Feira das Artes, Sabores e Ofícios é considerada como um dos principais pilares da economia local, movimentando setores como o comércio, restauração e artesanato locais.

"A feira é um contributo para o fomento da economia local, numa altura em que muitos vimiosenses que estão ausentes regressam à sua terra de origem, o que leva a que a hotelaria da vila esgote havendo mesmo recursos as unidades de fora do concelho", explicou o autarca.

No campo dos ofícios, Jorge Fidalgo, lamenta que os mais novos não sigam as profissões tradicionais como os latoeiros ou fabricantes de artefactos em cobre ou de escrinhos (cesto de palha entrelaçados com casca de silva).

O facto de Vimioso ser um concelho transfronteiriço leva a que sejam os espanhóis os primeiros a marcar lugar nos três dias do certame, procurando a gastronomia, os produtos endógenos e o artesanato produzido no concelho.

"Nesta feira pode-se comprar um bocadinho de tudo. Continuamos a valorizar o nosso artesanato [cestaria, artefactos em cobre, tapeçaria e as alforjas], tudo feito à mão, o que mostra a nossa arte secular ".

No certame trasmontano marcam presença cerca de 70 expositores de diversos ramos de atividade.

Para além da componente comercial, o certame tem um programa de atividades paralelo que inclui uma montaria ao javali agendada para sábado, que conta com presença de mais de duas centenas de caçadores de todo o país.

Para o mesmo dia está agendado um passeio todo-o-terreno que junta meio milhar de participante distribuídos veículos de quatro e duas rodas e conta com uma forte presença de pilotos espanhóis.

Para domingo está agendado um passeio de BTT, que vai ser percorrido por perto de 150 praticantes.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.