A mudança custou 200 mil euros ao Governo holandês e faz parte de uma campanha para renovar a estratégia turística do país.

Na verdade, a Holanda representa apenas duas das 12 províncias dos Países Baixos: Holanda do Norte — que inclui a capital Amesterdão — e a Holanda do Sul — que integra a segunda maior cidade, Roterdão, e a sede do governo, em Haia. Assim, as empresas, embaixadas, ministérios e universidades passam a referir-se à terra das tulipas como Países Baixos — e não apenas como Holanda, diz a agência EFE.

"É um pouco estranho que se promova apenas uma pequena parte dos Países Baixos no estrangeiro, isto é, só a Holanda", disse um porta-voz do Ministério dos Negócios Estrangeiros.

Além da mudança de nome, o atual logotipo internacional sofre também alterações, passando a combinar dois símbolos: "NL" (a abreviatura de Países Baixos em inglês) e uma tulipa laranja formada pelas letras, seguidos do termo "Netherlands", nome do reino em inglês. Anteriormente, o logotipo era constituído pelo símbolo de uma tulipa, junto à palavra "Holland". O novo logotipo, em oito versões de idiomas diferentes, deverá ser utilizado a partir deste mês.

"Estava na hora de modernizar, e um logotipo claramente internacional é positivo para as exportações e para atrair investidores e talento. O novo logotipo pode ser utilizado na alta tecnologia, na agro-alimentação, no desporto e na cultura. Vai-se usar em todas as missões comerciais porque identifica um país", acrescentou a ministra de Comércio Exterior, Sigrid Kaag em comunicado.

Sobre este tema, leia também a crónica de Marco Neves no SAPO24.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.