Em comunicado, a AdP refere que o novo conselho de administração foi “eleito da deliberação unânime dos acionistas” para o mandato 2020-2022.

O novo presidente da AdP, José Furtado, de 59 anos, é licenciado em gestão de empresas e quadro da Caixa Geral de Depósitos (CGD).

Entre 2013 e 2020 foi administrador executivo do Banco Comercial de Investimentos de Moçambique do Grupo CGD.

O novo conselho de administração da AdP será ainda composto pelo vice-presidente, José Sardinha, pelos administradores executivos Catarina d’ Oliveira, Carla Correia, João Neves e pelo administrador não executivo, Miguel Cruz (em representação da Parpública).

O anterior presidente da AdP, João Nuno Mendes, tinha assumido o cargo em 01 de junho de 2016 e cessado funções no final de novembro do ano passado.

O grupo AdP, por intermédio das suas empresas, presta serviço aos municípios (sistemas em alta) e diretamente às populações, através de sistemas municipais (sistemas em baixa) de abastecimento de água e de saneamento.

O grupo é constituído por 19 empresas, das quais 13 são entidades gestoras de sistemas de abastecimento de água e de tratamento de águas residuais que prestam serviços em 222 municípios de Portugal continental, abrangendo cerca de oito milhões de pessoas.

Detido pelo Estado, através da Parpública (81%) e da Caixa Geral de Depósitos (19%), o grupo Águas de Portugal foi fundado em 1993.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.