Em resposta à agência Lusa, a Direção-Geral de Reinserção e Serviços Prisionais (DGRSP) indica que a assistente administrativa do Estabelecimento Prisional de Sintra não se deslocava à cadeia desde o dia 23 e encontra-se em casa, por indicação da autoridade de saúde pública.

“Atento o regime de trabalho em que se encontrava e a data em que foi pela última vez ao local de trabalho, não foram encontrados contactos de proximidade, em tempo de contágio”, adianta ainda a DGRSP.

Além desta funcionária, há mais quatro infetados com covid-19 no universo prisional, estando todos a cumprir isolamento domiciliário ou hospitalar, como é o caso de uma detida que entrou no sistema já infetada e se encontra no Hospital Prisional S. João de Deus, em Caxias.

Os últimos dados, divulgados na terça-feira, davam conta de 160 mortes em Portugal, mais 20 do que na véspera (+14,3%), e 7.443 casos de infeções confirmadas, o que representa um aumento de 1.035 em relação a segunda-feira (+16,1%).

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.