“Não há feridos, não há danos materiais”, indicou à Lusa fonte do Comando Metropolitano de Lisboa da Polícia de Segurança Pública (PSP), referindo que não foi possível identificar e deter ninguém, porque se “esconderam dentro do bairro”.

Após ter recebido várias denúncias, sobretudo devido ao ruído, a polícia deslocou-se ao bairro e tentou dispersar o grupo de “uma centena de pessoas na rua”.

“Estavam num contexto de festa e, por causa das normas da covid-19, fomos ao local no sentido de a fazer cessar”, referiu a PSP, adiantando que a maioria das pessoas dispersou da rua, mas “houve um pequeno grupo que ao se afastar promoveu alguns disparos contra a polícia”.

Neste âmbito, a PSP também fez “alguns disparos”, no sentido de proteger a restante população e os próprios polícias, para garantir a ordem pública.

Sobre os autores dos disparos contra a polícia, não foi possível proceder à sua identificação, uma vez que se colocaram “em fuga para interior do bairro”.

Por ter envolvido armas de fogo, a investigação desta ocorrência no bairro da Cova da Moura passou para a alçada da Polícia Judiciária, informou a PSP.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.