De acordo com o procurador, a detenção foi concretizada na noite de sexta-feira pela Interpol em conjunto com as autoridades policiais cabo-verdianas, na ilha do Sal, com base num mandado de captura internacional emitido pelos Estados Unidos.

“Tínhamos um prazo de 48 horas para o apresentar ao juiz, para validar a detenção, e foi o que aconteceu ontem, domingo, e no fim o tribunal decretou a prisão preventiva, para aguardar agora o início do processo de extradição”, explicou.

Os Estados Unidos têm agora um prazo de 18 dias para solicitar a extradição de Alex Saab Morán às autoridades de Cabo Verde, precisou José Landim.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.