A informação sobre a nova estrutura da Portugal Telecom, empresa do Grupo Altice, consta do comunicado oficial enviado às redações no qual é confirmada a alteração na liderança, que é assumida, com feitos imediatos, por Alexandre Fonseca, administrador que já integrava a equipa de gestão de topo.

O mesmo comunicado revela a mudança de funções de Claudia Goya, que até aqui ocupava a presidência executiva da PT e que passará a ocupar o cargo de chairman, e a saída do grupo de Paulo Neves, que era o atual chairman.

Sobre as alterações anunciadas, a Altice informa que decorrem da "reorganização do grupo recentemente anunciada, com uma nova estrutura de gestão e modelo de governance" e que reforçam "os compromissos oportunamente assumidos com Portugal, em particular, a clara e inequívoca aposta na aquisição da Media Capital, processo que aguarda, serenamente, as decisões dos reguladores competentes".

Alexandre Fonseca desempenhou até à data as funções de Chief Technology Officer (CTO) do Grupo Altice em Portugal, sendo responsável pelo projeto de infraestruturação em fibra ótica, bem como pelo Altice Labs, unidade de inovação da multinacional. As funções de CTO serão agora  assumidas por Luís Alveirinho, até aqui Diretor de Engenharia e Operações de Rede e que integra há mais de três décadas a Portugal Telecom.

"Esta é uma reorganização que pretende ter líderes experientes e conhecedores da história do grupo, privilegiando a proximidade, o conhecimento, a eficiência na ação e a satisfação do cliente", remata o comunicado oficial.

Em e-mail enviado aos colaboradores do grupo, o fundador e principal acionista do Grupo Altice, Patrick Drahi, explicou as alterações na organização. "Decidimos, neste período importante para o grupo, fazer evoluir a gestão da Altice, assim como a das suas filiais. Em Portugal, pedimos ao Alexandre Fonseca para assumir as funções de CEO da Portugal Telecom. O Alexandre tem toda a nossa confiança e tem uma grande experiência em telecomunicações, em inovação e em tecnologia, no seio do nosso grupo. A sua nomeação como Presidente Executivo (CEO) simboliza a concretização da nossa principal missão para com os clientes e com o País: servi-los sempre melhor e oferecer-lhes a melhor experiência de serviço. Estas são para nós prioridades absolutas. O Alexandre dirigir-se-á a vós nas próximas horas para vos detalhar a sua estratégia e objetivos comuns. A Claudia Goya, que se juntou a nós no último verão, e que soube gerir com sucesso a empresa durante os últimos meses, passará a ocupar a função de Chairman".

Na mesma missiva, Patrick Drahi refere a situação que a empresa viveu nas últimas semanas em Bolsa, tranquilizando os colaboradores: "Dirijo-me a vós diretamente para vos dizer que as perturbações bolsistas nas ações da Altice não nos devem afastar do nosso objetivo quotidiano e comum: servir os nossos clientes. (...) Quero que tenham presente que, apesar da queda da cotação na Bolsa, nós beneficiamos hoje de uma clara estabilidade financeira. A nossa dívida está garantida a 85% com taxa fixa e o primeiro reembolso relevante não acontecerá antes de 2022. Quer isto dizer, claramente, que se as taxas subirem ou se as agências revirem a notação da nossa dívida, tal não terá rigorosamente nenhum impacto na empresa nos 5 próximos anos".

Portugal: "sabemos que podemos ir mais longe"

Referindo-se ao "período irracional dos mercados", o empresário sublinha que a empresa tem "todos os ativos relevantes na nossa posse". "As nossas redes, as nossas infraestruturas, os nossos serviços e os nossos conteúdos são de uma qualidade excecional". No que respeita ao mercado Português, Drahi afirma a satisfação do grupo com o trabalho realizado e as expetativas de futuro: "sabemos que podemos ir mais longe". "Portugal é hoje uma das nossas maiores apostas no mundo. O nosso compromisso com o país, com a economia e com a inovação é continuar a construir um grupo Altice forte, sólido, moderno e capaz. É este futuro que todos os dias ambicionamos e para o qual todos os dias trabalhamos".

"Para mim, bem como para o Armando [Armando Pereira, co-fundador do grupo], Portugal ocupa um lugar central nas nossas histórias pessoais, nas nossas vidas profissionais e no futuro deste nosso grupo", reforça.

(Nota: O SAPO 24 é a marca de informação do Portal SAPO, propriedade da MEO, detida pela Altice)

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.