"Não temos nehum plano de despedimento de colaboradores no âmbito desta transação [compra da dona da TVI pela Altice]", disse Alexandre Fonseca, na comissão parlamentar conjunta de Economia, Inovação e Obras Públicas e Cultura, Comunicação, Juventude e Desporto, no âmbito de um requerimento do Bloco de Esquerda (BE) sobre a compra da dona da TVI pelo grupo Altice.

"Aquilo que posso dizer é que o nosso projeto passa por um projeto de investimento, estabilidade", afirmou o gestor.

Relativamente à situação laboral na Altice Portugal, Alexandre Fonseca adiantou que "uma dezena de colaboradores já abandonaram" os processos que tinham contra a empresa.

Alexandre Fonseca escusou-se a falar sobre a eventual aplicação de remédios no âmbito da compra da dona da Media Capital pelo grupo, porque o tema é confidencial.

"Temos estado nas últimas semanas a discutir ativamente e proativamente" com a AdC, disse.

Em 15 de fevereiro, a AdC decidiu abrir uma investigação aprofundada à compra do grupo Media Capital pela Altice por existirem "fortes indícios" de que a operação poderá resultar em "entraves significativos" à concorrência.

A Altice, que comprou em junho de 2015 a PT Portugal por cerca de sete mil milhões de euros, anunciou em julho passado que tinha chegado a acordo com a espanhola Prisa para a compra da Media Capital, dona da TVI, entre outros meios, por 440 milhões de euros.

(O SAPO24 é a marca de informação do Portal SAPO, detido pela MEO - Serviços de Comunicações e Multimédia, S.A., propriedade da Altice Portugal)

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.