A notícia foi avançada pela CNBC e diz que a Amazon Care, clínica médica virtual criada pela gigante tecnológica para os seus funcionários, está em conversações com organizações locais de saúde pública no sentido de colocar em campo a sua experiência em logística para ajudar a entregar kits de teste ao novo coronavírus em casa das pessoas, mais concretamente dos habitantes da área de Seattle, no estado de Washington, nos EUA, uma das mais afetadas pelo Covid-19 no território.

Segundo a mesma publicação e de acordo com três fontes não identificadas no processo, as conversações já ocorrem há mais andamento há mais de uma semana e incluem também a Fundação Bill e Melinda Gates, detida pelo fundador da Microsoft e a sua esposa, e com quem a Amazon se uniria num projeto que visa fornecer kits para os residentes de Seattle que suspeitam ter sintomas do Covid-19, uma zona onde, segundo o mesmo artigo, podem estar a ser relatados dezenas de novos casos por dia. Os referidos kits incluem compressas nasais que podem ser enviadas para a Universidade de Washington para análise.

O jornal The Seattle Times refere que a iniciativa é uma adaptação do Seattle Flu Study, um projeto de investigação da Universidade de Washington já com dois anos, e que visava estudar a disseminação de doenças infecto-contagiosas como a gripe A, por exemplo. Ora, este estudo foi financiado por Bill Gates em 20 milhões de dólares e recrutou milhares de voluntários para usarem os kits de teste que, na altura, tinham como objetivo testar outras doenças, mas que agora poderão servir para confirmar ou despistar a infeção pelo Covid-19 e ajudar as autoridades a responder à pandemia.

Depois de há uma semana ter aconselhado os seus funcionários de Seattle a trabalhar a partir de casa, a Amazon pode agora expandir o seu apoio ao controlo da doença através da plataforma Amazon Care, lançada em setembro de 2019 como um projeto-piloto que visava oferecer assistência médica de alta qualidade aos seus funcionários e colaboradores na área de Seattle. O projeto inclui uma app e um site onde é possível os funcionários e colaboradores da empresa colocarem questões, mas também contempla o agendamento de visitas ao domicílio para acompanhamento dos casos.

A Amazon Care entraria então como parceiro na definição de um plano de distribuição destes kits, sem custos, para que os mesmos pudessem ser entregues horas depois de pedidos, acelerando o processo. O objetivo, refere a CNBC, é realizar milhares de testes por dia e, idealmente, manter as pessoas doentes fora de consultórios ou clínicas de saúde possam expor outras pessoas.

Na hora em que este artigo é publicado, os EUA são o 8.º país mais afetado com o Covid-19, com mais de 1.600 casos positivos, 40 mortos e 12 casos recuperados.

O novo coronavírus oi detetado em dezembro, na China, e já provocou mais de 4.700 mortos em todo o mundo, levando a Organização Mundial de Saúde a declarar a doença como pandemia. O número de infetados ultrapassou as 128 mil pessoas, com casos registados em mais de 100 países e territórios.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.