Neste âmbito, o acesso à Calçada da Pena, inclusive para o Palácio da Pena, passa a estar limitado “apenas a viaturas autorizadas”, em que se incluem residentes, meios de socorro, táxis e forças de segurança, informou a Câmara Municipal de Sintra, no distrito de Lisboa.

As viaturas impossibilitadas de aceder à Calçada da Pena vão poder usar, de forma gratuita, o parque de estacionamento periférico na Cavaleira, que possui mais de 1.500 lugares de estacionamento.

A partir do parque de estacionamento, as pessoas terão acesso a ‘tranfers’, “a preços reduzidos”, para os monumentos.

A Câmara refere também que serão criados locais para a tomada e largada de passageiros, para que os veículos não o façam na via.

A decisão de condicionar o trânsito automóvel na Calçada da Pena foi aprovada pela Câmara Municipal de Sintra na terça-feira, numa reunião do executivo.

Segundo a autarquia, o condicionamento do trânsito “resulta, principalmente, da impossibilidade de garantir a circulação de meios de socorro e a segurança da circulação automóvel e pedonal nas estradas de acesso aos pontos de interesse na serra de Sintra”.

“Passará a existir um sentido único de circulação (exceto viaturas autorizadas), na Estrada dos Capuchos, sentido poente-nascente, desde o entroncamento desta com a Estrada da Pena/Calçada da Pena até ao Chalet da Condessa d’Edla”, explicou então o município, referindo que será criada uma zona de inversão de marcha junto ao Chalet da Condessa d’Edla, para quem acede desde poente, no largo existente, pelo que é necessário intervir “ao nível da regularização e pavimentação do local”.

Vai ser colocada sinalização na Estrada dos Capuchos, no sentido poente-nascente, “informando que a mesma passará a ser uma via sem saída, bem como a indicar a possibilidade de realização da inversão do sentido de marcha”.

Situada na Serra de Sintra, a Calçada da Pena dá acesso a vários monumentos, como o Palácio da Pena, Castelo dos Mouros, Chalet da Condessa D’Edla e Convento dos Capuchos.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.