As ações de fiscalização aconteceram em Lisboa, Almada e Porto e foram apreendidos três dentes de marfim de elefante, com pesos entre os 8 e 10 quilos e 170 centímetros, e duas carapaças de tartaruga raiada e castanha, espécies protegidas por uma convenção internacional para proteger animais selvagens ameaçados de extinção.

Quatro pessoas foram constituídas arguidas por tentarem vendê-las na Internet sem os certificados legais obrigatórios, por valores que, no total, atingiam 14 mil euros.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.