Instada a pronunciar-se sobre a polémica que envolveu o deputado do PSD José Silvano, que teve presenças registadas em plenário por uma colega de bancada, apesar de estar ausente, Assunção Cristas respondeu que nunca assistiu, nunca fez e desconhece algum caso do género no grupo parlamentar do CDS-PP.

“Eu queria dizer que nunca ouvi tal coisa no meu grupo parlamentar. A minha `password´ só eu é que a utilizo. Mas também esse tema não é da nossa preocupação, temos as nossas regras que têm funcionado bem”, disse.

Questionada sobre se o caso penaliza a imagem do parlamento, Assunção Cristas reiterou que, relativamente à bancada do partido que lidera, nunca assistiu e desconhece algum “caso desse género”.

“Naturalmente que tudo aquilo que põe em causa a credibilidade das nossas instituições democráticas, é lamentável e é dispensável”, disse a presidente do CDS-PP, que falava aos jornalistas à margem da iniciativa "Portugal Exportador", que decorre no Centro de Congressos de Lisboa.

Na semana passada, a deputada social-democrata Emília Cerqueira assumiu ter registado a presença em plenário do deputado José Silvano em dias em que o parlamentar estava ausente.

Emília Cerqueira admitiu que utilizou a senha eletrónica do deputado José Silvano para aceder a documentação. A senha eletrónica é de uso pessoal e intransmissível e a sua utilização serve para registar as presenças dos deputados no plenário da Assembleia da República.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.