"O agressor detonou-se durante o funeral de um ex-governador do distrito de Haska Mina, morto recentemente por causas naturais", informou o gabinete do governador provincial de Nangarhar, em comunicado citado pela AFP.

Segundo a Reuters, 15 pessoas morreram e 13 ficaram feridas.

Até o momento, nenhum grupo assumiu a autoria do ataque, que acontece dias depois do atentado num centro cultural xiita de Cabul, reivindicado pelo grupo autoproclamado Estado Islâmico (EI). O ataque fez 41 mortos e mais de 80 feridos.

O EI tem uma forte presença na província de Nangahar, situada no leste do Afeganistão.

(Notícia atualizada às 12h04)

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.