Em Tunes, o ministro tem previsto reunir-se com o homólogo tunisino, Noureddine Erraya, com quem discutirá as relações bilaterais, segundo um comunicado.

Augusto Santos Silva tem também previstos encontros com o Presidente da República, com o primeiro-ministro e com o Presidente da Assembleia dos Representantes do Povo da Tunísia, o parlamento tunisino.

O ministro desloca-se ainda à União Tunisina da Indústria, Comércio e Artesanato (UTICA) para uma reunião em que participam também membros do Conselho de Negócios tunisino-português e da Câmara de Comércio tunisino-portuguesa.

Há cerca de um ano, quando recebeu em Lisboa o então ministro dos Negócios Estrangeiros tunisino, Khémaies Jhinaoui, Augusto Santos Silva qualificou as relações luso-tunisinas de “excelentes” e assentes em “posições muito próximas” dos dois países.

A Tunísia, palco da primeira “primavera árabe” e considerada um modelo de transição democrática, atravessa atualmente uma crise política.

O principal partido do parlamento tunisino, Ennahdha, islamista, decidiu hoje retirar a confiança ao primeiro-ministro, Elyes Fakhfakh, que dirige um governo de coligação do qual o Ennahdha faz parte.

O atual governo, o 11.º desde a revolução de 2011, tomou posse em março, cinco meses depois das eleições, que produziram um parlamento muito fragmentado, com os dois maiores partidos a elegerem 52 e 39 do total de 217 deputados.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.