A árvore está situada em Mértola, no Alentejo, e foi a mais votada entre as 29 candidaturas, sendo a sua grandiosidade descrita pela sua sombra.

“Sentarmo-nos debaixo da sua copa faz com que o calor abrasador do Alentejo nos pareça suportável e nos permita contemplar a vastidão da planície envolvente respirando a sua tranquilidade”, lê-se no ‘site’ onde as votações decorreram até terça-feira.

A azinheira secular do Monte do Barbeiro fazia parte de uma lista de 10 finalistas, escolhidas entre 29 candidaturas apresentadas, por um júri especialista constituído por Ana Luísa Soares, António Bagão Félix, Nuno Mendes Calado, Paulo Tenreiro e Rui Queirós.

A árvore, da espécie Quercus Rotundifolia Lam, vai representar Portugal no concurso europeu, em 2019, a decorrer durante o mês de fevereiro.

O concurso da Árvore Europeia do Ano visa encontrar a árvore com a história mais interessante.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.