Segundo informa à Lusa o comandante da Zona Marítima do Norte, Cruz Martins, em causa está "uma baleia em idade adulta" que exibe já um "avançado estado de decomposição".

A praia à qual o mar arrojou o mamífero não está definida como sendo de uso balnear, mas a remoção do cadáver é agora "prioridade" em termos de Saúde Pública porque esse areal é "muito frequentado por pescadores e habitantes da zona".

As causas da morte da baleia não estão identificadas, mas o comandante admite que possam ser naturais, uma vez que "é comum o aparecimento ao longo da costa portuguesa" de espécies marinhas com alguma dimensão.

As operações estão, no entanto, a ser acompanhadas por técnicos do Instituto de Conservação da Natureza e da Floresta, ao qual caberá, segundo Cruz Martins", "avaliar se se justifica uma necropsia para apurar as causas da morte".

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.