A criança foi transportada para as urgências do Hospital de Leiria, por precaução, depois de ter sido encontrada por militares da GNR, em Ourém, no distrito de Santarém.

Fonte hospitalar disse à agência Lusa que o bebé já teve alta e foi para casa com a mãe, que o acompanhou desde sempre.

Hoje, pelas 12:30, o diretor do serviço de Pediatria, Bilhota Xavier, disse que o menino chegou bem, mas "cheio de fome".

"Encontra-se bem, naturalmente assustada e cheia de fome, mas parece ser uma história que teve um final feliz. A criança está bem, foram feitas algumas análises por uma questão de precaução", razão pela qual a criança irá ficar mais "algumas horas" no hospital, disse então.

Por isso, o primeiro ‘medicamento' que foi dado, foi comida, disse Bilhota Xavier, acrescentando que a criança se encontra acompanhada da mãe, que "está preocupada, mas feliz".

Bilhota Xavier sublinhou que o bebé apareceu "sem ferimentos, nem sinais de maus-tratos ou outras coisas", mas "esfomeada".

As análises foram realizadas, sobretudo, para verificar se existe "alguma anemia ou desidratação", esclareceu.

"Fica aqui um alerta para os cuidadores e pais: as crianças são extremamente irrequietas, inteligentes e muito curiosas e às vezes basta uma fração de segundos para acontecerem estas coisas. É a mesma coisa que acontece todos os dias com as intoxicações de produtos de limpeza e ingestão de comprimidos".

Bilhota Xavier não soube confirmar se a criança esteve 25 horas sozinha e ao ar livre, afirmando, no entanto, que a fralda "estava muito encharcada".

O menino de dois anos estava desaparecido desde a manhã de segunda-feira. Após a retoma das buscas hoje pelas 08:00, o bebé veio a ser localizado, pelas 10:00, por militares da GNR, a cerca de dois quilómetros da casa onde vivia e de onde desapareceu.

A Polícia Judiciária de Leiria continua a investigar o desaparecimento, mantendo em aberto a possibilidade de a criança se ter afastado sozinha e de se ter perdido ou de ter sido colocada no local onde foi encontrada por alguém.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.